Dicas e afins para o carnaval carioca de 2018

Cordão do Boitatá lota todo ano a Praça XV, no centro do Rio de Janeiro!

Por Bernardo Pilotto*

Depois da grande catarse coletiva chamada Trem do Samba (que marca o Dia Nacional do Samba no Rio de Janeiro), entramos no período pré-carnavalesco. Portanto, já é hora de fazer a versão 2018 do guia carnavalesco.

Gostaria de explicar que este roteiro que segue abaixo é fruto da minha experiência pessoal, visto que desde 2006 frequento, sem falta, o carnaval carioca e fui aprendendo nestes anos algumas dicas de bloco, descartando outros, etc. Há outras possibilidades e outros roteiros também. Fique atento, de qualquer forma, a algumas dicas que acabam sendo universais.

De 2006 pra cá, muita coisa mudou. Na metade da primeira década do século XXI não tínhamos WhatsApp e os guias de carnaval online eram raros. Praticamente dependíamos todos e todas do guia produzido pelos mandatos do PSOL. Agora você consegue quantos guias quiser na internet. Outra mudança é que, neste período, surgiram uma infinidade de blocos, especialmente os diferentões, que tocam outros tipos de música além do samba e das marchinhas, como Beatles, Roberto Carlos, Tim Maia, etc.

Seguem as principais dicas:

Read more about Dicas e afins para o carnaval carioca de 2018

Palocci, Lula, o voto crítico

*Por Giuseppe Cocco A Carta do Paloccci confirma que ele está abrindo uma outra fase política da relação do PT com a questão da corrupção, algo que me fez logo pensar ao que aconteceu na Itália, quando as colaborações judiciárias (na esquerda armada) viraram também arrependimentos políticos. As cartas de ” dissociação” que muito intelectuais […]

Um paranaense em destaque no carnaval carioca

Leonardo Bora (lado esquerdo) e seu parceiro Gabriel Haddad, quando eram carnavalescos da Acadêmicos do Sossego.

Por Bernardo Pilotto*

Contrariando o senso comum e superando diversas barreiras, um paranaense de Irati tem se destacado no mundo das escolas de samba do Rio de Janeiro.

Sim… Leonardo Bora, 30 anos, é um dos destaques da nova geração de carnavalescos que vêm conquistando espaço nesses últimos anos.

Em parceria com Gabriel Haddad, assinou o carnaval campeão do Grupo B com a Acadêmicos do Sossego em 2016, com o enredo “O Circo do Menino Passarinho”, sobre o poeta Manoel de Barros. Em 4 carnavais, conquistou 3 títulos, nos Grupos B, C e D.

Para 2018, a escolha de um enredo sobre Arthur Bispo do Rosário, para a Acadêmicos do Cubango (escola de Niteroi que disputa o Grupo A), já vem sendo bastante elogiada. Será a estreia de Bora no Sambódromo da Marquês de Sapucaí. Além do seu trabalho de carnavalesco, Bora também foi o desenhista das (belas) capas da coletânea de livros “Família do Carnaval“.

Read more about Um paranaense em destaque no carnaval carioca

Breve relato sobre experiência na ocupação da Câmara de Vereadores de Curitiba

*Por Evandro Castagna

Foto: Oruê Brasileiro

Cheguei ao ato, que já cobria a esquina próximo das 9:00. A manifestação foi só crescendo, e quanto mais crescia, mais alto eram as palavras de ordens: “Retira, retira, retira o pacotaço”. Era praticamente impossível não lembrar “29 de Abril” e a “Marcha dos 150 mil” em Brasília. Professoras conversavam com soldados. Dava pra ouvir “Somos nós que cuidamos de seus bebês”.

Fui até o portão principal. Nem deu tempo de chegar e estouraram as cercas. A ação foi rápida e corajosa! Um senhor descia a escadaria ensanguentado carregado pelos seus. Levei dois golpes de cassetetes na cabeça, recuei. Era visível o constrangimento dos soldados. Muitos certamente não queriam estar ali. Ou talvez sim, mas lutando do outro lado. Seriam bem vindos!

Servidores conseguiram abrir, aos pontapés, uma porta de madeira ao meu lado. Por ali entramos na Câmara de Vereadores, passando por cima de cadeiras e mesas deixadas em nosso caminho, certamente de propósito. O tombo foi inevitável. Deste local já dava pra ver vereadores da situação, fugindo de medo dos trabalhadores. Covardes! Só ficaram ali os vereadores que se posicionaram ao lado dos servidores. Eram poucos, mas importantes aliados.

Dentro do plenário da Câmara, desde o início, nos sentíamos seguros e a segurança vinha da presença das representações sindicais e vereadores, mas principalmente da multidão de trabalhadores que se mantiveram coesos e firmes até o momento de nossa saída, cercando a câmara, e exigindo o cancelamento da sessão. Isso de fato nos dava segurança. Não nos bastava a razão.

De repente ouvimos sinais de confronto lá fora, começamos a gritar lá dentro exigindo o cancelamento da sessão e o fim da violência. A solidariedade era recíproca. A indignação era a mesma. Os policiais fecharam as cortinas, não à toa. Éramos parte do mesmo corpo, separados por uma porta, algumas fileiras de policiais, e agora uma cortina.

Read more about Breve relato sobre experiência na ocupação da Câmara de Vereadores de Curitiba

Pela greve contra o ajuste fiscal de Curitiba

*Por Andressa Fochessato

Dia 20 de junho de 2017 foi publicada uma entrevista do Prefeito de Curitiba Rafael Greca no jornal Gazeta do Povo:

http://www.gazetadopovo.com.br/…/greca-vou-manter-a-urgenci…

Nesta entrevista, o Prefeito defende o seu pacote de ajuste fiscal e faz acusações ao movimento sindical dos funcionários públicos do município. Diante disso, publicamos a resposta elaborada por uma das diretoras do SISMMAC (Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba), que traz a argumentação do movimento dos servidores contra o pacotaço.

1. “Eu não consigo entender porque fazem greve contra mim, que estou provisionando o futuro das aposentadorias municipais.”

A greve não é contra o Senhor, prefeito (e depois é o sindicatos que são vaidosos!), e sim contra o seu pacote de ajuste fiscal que retira direitos dos servidores, enquanto mantém os privilégios dos empresários que tem contrato com a prefeitura; dos cargos comissionados e funções gratificadas; dos vereadores e dos altos cargos do executivo com seus altos salários e suas regalias. Nossa greve é justa, não estamos pedindo nada além do que já é nosso!

2. “Você já ouviu dizer de um empresário que, depois que seu empregado se aposenta, recolhe a contribuição patronal em vida a este empregado aposentado? Pois por muitos anos a prefeitura de Curitiba fez isso, por isso o IPMC tem um rombo.”

Read more about Pela greve contra o ajuste fiscal de Curitiba